aRede aRede aRede
aRede
Consultório MamAmor do Cescage comemora Dia Mundial da Amamentação

Ponta Grossa

02 de agosto de 2018 21:30

Da Redação

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

IML identifica casal que morreu afogado em represa de PG

Delegação do Operário chega em PG durante a tarde

Colisão entre caminhões atrapalha trânsito na BR-376

Homem é levado ao Pronto-Socorro após acidente
Mulher se afoga, marido tenta salvá-la e morre também
Documentário Salvando Risos é lançado na CCR
Controladoria implanta sistema para orientação das entidades
PUBLICIDADE

O consultório MamAmor das Faculdades Cescage, comemora nesta quarta-feira (01), o Dia Mundial da Amamentação. A comemoração é realizada em cima dos excelentes resultados obtidos no primeiro semestre de 2018, tendo sido realizados mais de 120 atendimentos. O projeto de extensão do curso de Enfermagem do Cescage, atende gratuitamente no Banco de Leite Humano, no Hospital da Criança, em Ponta Grossa. Os atendimentos acontecem nas segundas, quartas e sextas das 13h30 às 18h30, agendados pelo telefone (42) 3219 8060.

O índice de aleitamento materno no Brasil é de apenas 54 dias e estudos mostram que a principal causa do desmame precoce é a lesão no mamilo, a qual normalmente ocorre nos primeiros dias de vida do bebê. “No consultório aplicamos o tratamento de laser nestas lesões. Essa terapêutica inovadora reduz a dor já nas primeiras 24h após a aplicação e ajuda principalmente na regeneração da área lesionada. A lasertetapia está proporcionando conforto às mulheres e possibilitando a manutenção da amamentação, mesmo na presença das lesões”, afirma a coordenadora do Consultório MamAmor, Allana Pietrobelli Trierweiler.


Resultado positivo

O consultório Mamamor está tendo uma aceitação incrível tanto pelos alunos quanto pelas mulheres atendidas. A mamãe Gilmara Brito foi atendida pelos estudantes e professores do Cescage e relata os momentos que passou antes de chegar ao consultório. “Eu cheguei ao banco de leite com muito medo e receio das minhas próprias fraquezas. Não conseguia enxergar nada de lindo e prazeroso ao amamentar minha filha. Um momento de dor e sofrimento. Estava ao ponto de desistir de amamentar no peito. Meu peito queria empedrar e devido à alta produção de leite me via desesperada em esgotar meu peito a todo o momento”, diz.

Gilmara passou três noites sem dormir tentando esgotar o leite. Quando bateu o desespero procurou o Consultório do Cescage. “Eu estava fazendo tudo errado. E com a ajuda e apoio da Allana me senti mais corajosa e determinada a amamentar. Hoje me sinto feliz e confiante, consigo amamentar e já estou produzindo uma quantidade de leite boa para amamentação, com isso me tornei doadora”, finalizou a mamãe.

Neste semestre o trabalho foi desenvolvido em parceria com a Professora Fabiana Bucholdz, responsável pelas residentes de Odontologia Neonatal da UEPG. Todos os bebês atendidos pelo consultório que apresentaram alguma  alteração de frênulo lingual, foram encaminhados e atendidos de forma rápida e resolutiva pelas residentes.

A estudante de Enfermagem Cíntia Regina, está no 3º período e já participa ativamente dos atendimentos no consultório. “Sempre me interessei por amamentação e saúde da mulher. Saio realizada e muito feliz de poder ajudar e acolher mulheres com diversas particularidades e dificuldades. Fico impressionada com a força dessas mulheres e com o conhecimento da professora e enfermeira Allana”, disse a estudante.

PUBLICIDADE
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização