aRede aRede aRede
aRede
Justiça condena homem por morte de motoboy

Ponta Grossa

12 de julho de 2018 11:57

Da Redação

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Rotary promove liderança juvenil na Guarda Mirim

Cescage Genética multiplicará a Raça Purunã na África

UBS suspende atendimento após furto e vandalismo

Carro pega fogo no meio da rua e assusta motoristas
Homem é agredido com barra de ferro em PG
Guarda apreende quase meio quilo de maconha
Polícia recupera caminhão carregado com adubo
/Arquivo aRede
PUBLICIDADE

Motorista furou preferencial e estava embriagado quando provocou a morte de Sebastião Alves Possidonio, em julho do ano passado

A Justiça condenou José Luiz Ramos a dois anos e nove meses de prisão pela morte do motoboy Sebastião Alves Possidonio, em acidente de trânsito ocorrido em 8 de julho do ano passado. Conforme denúncia do Ministério Público e também segundo a Polícia Militar à época do acidente, Ramos, estava embriagado e furou o sinal fechado, causando a batida que resultou na morte do motociclista.

A sentença foi proferida pelo juiz da 2ª Vara Criminal de Ponta Grossa e acatou a denúncia oferecida pelo Ministério Público. Embora tenha negado a acusação de que estivesse embriagado, as imagens colhidas no local do acidente e o laudo de constatação de embriaguez elaborado pela PM, além do depoimento de testemunhas, levaram a Justiça a reconhecer que o acusado bebeu antes de dirigir.

Além de ser condenado a dois anos e nove meses de prisão, Ramos também terá que pagar multa e teve a carteira de habilitação suspensa por nove meses. O advogado Ângelo Pilatti Junior, que atuou como auxiliar do MP, ressalta que as penas poderiam ser mais graves caso o crime tivesse ocorrido nos moldes da atual lei 13.564/17, de dezembro do ano passado.

Relembre o caso

Motorista bêbado provoca acidente com morte em PG

Vídeo mostra acidente que vitimou motoboy

Motoboy vítima de acidente no Centro é enterrado

Protesto marca revolta por morte de motoboy

PUBLICIDADE
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização