menu

Mix

Queen muda perfil e quer reviver tempos de ‘magiquera’ em PG

Stiven de Souza | Mix | 12/01/2018 as 10:37h / Imagem: aRede

Resgatar os anos de ouro de antiga Magic em Ponta Grossa. Com esta proposta ousada, o comunicador e empresário Léo Pasetti pretende reformular a casa noturna Queen. Léo esteve na redação do Jornal da Manhã e Portal aRede na tarde desta quinta-feira (11) e, em transmissão ao vivo na página do portal, anunciou mudanças para fazer a boate decolar.

“Reviver a Magic e voltar ao tempo da Magic é possível. “O nome Magic pertence aos seus donos, está registrado e tudo. Não estamos falando disso, mas do que aquele tempo significou para a gente”, declarou o empresário, que reconheceu erros na proposta da Queen. “O que eu quero te dizer é que eu abri uma casa que se chama Queen. A minha ideia inicial era transformar a Queen em um ambiente com som eletrônico, um som alternativo, mas não deu certo”, avaliou.

Nostálgico, Léo relembrou dos tempos em que trabalhou na Magic. Para ele, a ‘magiquera’ foi mais que um casa noturna, foi um movimento que marcou a juventude dos anos 1980, 1990 e até o início dos 2000. E é o clima desta época que o empresário promete trazer na reformulação da Queen. A ideia é trazer as músicas, as performances, os drinks e outros elementos que marcaram os anos dourados de magiquera. “Eu estou repaginando a casa para transformá-la e reviver os bons tempos de Magic, sem copiar nada, mas os tempos que eu vivi lá. Fiquei dez anos na Magic e quero fazer garota molhada, garoto molhado, garoto Queen e garota Queen”, revelou ao JM e aRede.

Promoções, sorteios e, é claro, drinks que marcaram uma geração. Tudo isso deve ser resgatado na nova Queen. “As casas de hoje não servem mais Cuba, não servem mais Hi-fi, não servem mais Gim-tônica. Eu vou ter lá essas coisas características daquela época”, contou Léo.

 


Veja também

Ponta Grossa

Cotidiano

Campos Gerais

ARede Insana

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MAIS LIDAS