Conferência em Palmeira discute direitos das crianças e dos adolescentes

Campos Gerais

11 de outubro de 2018 17:20

João Vitor Rezende

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

PRF recupera carreta com carga de frango

Rapaz tenta separar briga e leva facadas nas costas

Engie pede licença ao IAP para obras de R$ 2 bi

Sicredi Campos Gerais libera R$ 1 bi em empréstimos
Ladrões capotam carro roubado e fogem da polícia
Evento destaca a participação feminina no cooperativismo
Tibagi recebe Mototran neste sábado
Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Mais de 100 pessoas participaram da VIII Conferência Municipal de Direitos da Criança e do Adolescente, realizada na quarta-feira (10), no auditório da Secretaria de Assistência Social. Durante os períodos da manhã e da tarde, governo, sociedade civil organizada e cidadãos puderam debater e decidir as prioridades nas políticas públicas relacionadas ao tema para os anos seguintes.

O tema da Conferência foi “Proteção Integral, Diversidade e Enfretamento” e teve o objetivo geral de mobilizar os integrantes do Sistema de Garantia de Direitos (SGD), crianças, adolescentes e a sociedade para a construção de propostas voltadas para a afirmação do princípio da proteção integral de crianças e adolescentes nas políticas públicas, fortalecendo as estratégias/ações de enfrentamento às violências e considerando a diversidade.

A Conferência foi aberta pelo prefeito Edir Havrechaki, que destacou a importância da realização do evento e as discussões realizadas no mesmo. “São através de temas debatidos nas Conferências que iremos nortear as políticas públicas para as crianças e adolescentes em nosso município e em nossa nação. É deste modo que vamos garantir um futuro digno para eles, zelando pela integridade física, habitação, acesso à saúde e a educação”.

A abertura do evento também contou com a apresentação artística do Grupo de Proteção do Centro de Referência de Assistência Social (CREAS), com a encenação ‘Violência Não, Proteção Sim’, o qual narrou a história de uma criança que sofria diversos tipos de abuso e por fim foi acolhida por equipes de proteção.

O secretário de Assistência Social, Mario Antônio Wieczorek, enfatizou a importância de “garantir a Proteção de forma integral a este segmento e não retroceder no que já foi conquistado como direitos previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente”, relatou.

O promotor Antônio Carlos Nervino falou sobre a realidade enfrentada na Comarca de Palmeira. “No último ano enfrentamos diversos casos de violência contra crianças e adolescentes e a maioria, infelizmente, de natureza sexual. Um novo caso deste tipo aparece a cada duas semanas em Palmeira e Porto Amazonas. É realmente estarrecedor esse número”, disse.

Na sequência a assistente social e Secretaria de Saúde de Palmeira, Fabiani Ramos Bach Czelusniak, ministrou uma palestra que fez um apanhado geral do tema da Conferência.

No período da tarde aconteceu o trabalho com grupos que se dividiram em cinco eixo e elaboraram cinco propostas para cada eixo em âmbito municipal, estadual e federal. Também foi realizada a eleição dos delegados que irão participar da Conferência Estadual que acontecerá em Curitiba. Foram escolhidos dois conselheiros tutelares, sendo André Moreschi como titular e Jaqueline Toeczek Honório Ferreira como suplente.

Com informações da Assessoria

PUBLICIDADE
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização
aRede aRede
aRede
aRede