aRede aRede aRede
aRede
PRF registra baixa em acidentes, mas mortes sobem 54%

Campos Gerais

10 de julho de 2018 18:41

Da Redação

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Viúva de ‘Chico Bala’ vai a julgamento em Curitiba

Em Castro, Polícia prende homens por dívida com pensão

Colisão entre caminhão e trator deixa uma vítima

Bairros de Telêmaco podem ficar sem agua na terça
Castro já utiliza o prontuário eletrônico na Saúde
Carros batem e mulher morre atropelada
Hospital de TB será referência para 200 mil pessoas
/Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Levantamento de acidentes de trânsito na região dos Campos Gerais foi divulgado pela corporação nesta terça-feira (10).

O número de acidentes registrados pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) nas rodovias que cortam a região dos Campos Gerais caíram em 28,5%. Os dados são da própria corporação e referentes ao primeiro semestre de 2018 em relação ao mesmo período do ano passado. As informações foram divulgadas durante a terça-feira (10). Apesar do número de ocorrências diminuírem na região, os policiais registraram um índice maior de mortes causadas pelos acidentes.

No primeiro semestre do ano passado, a PRF prestou atendimento a 647 acidentes de trânsito nas rodovias dos Campos Gerais. Já em 2018, o número de ocorrências atendidas fechou em 462. As vítimas também diminuíram em relação aos períodos, caindo de 563 feridos no ano passado para 475 neste ano – baixa de 15,6%. No entanto o número de mortos subiu, passando de 35 óbitos em 2017 para 54 neste ano – crescimento de 54%.

Segundo os dados da PRF, a maior parte dos acidentes neste ano foram causados por falta de atenção do motorista – ao todo 169 tiveram este tipo de ocorrência (36%). A estatística inclui o uso de celulares por parte dos motoristas, bem como a desatenção de pedestres e ciclistas. Na sequência das causas aparecem a velocidade incompatível com a pista (70 casos, 15%) e a embriaguez ao volante (51 casos, 11%).

A corporação ainda divulgou as principais formas de acidentes de trânsito nas rodovias dos Campos Gerais durante o primeiro semestre. A ocorrência com maior número incidências foi a saída de pista, que totalizou 99 dos 462 casos (21%). Na sequência aparecem as colisões traseiras (82 casos, 17%), as colisões transversais (54 casos, 11%) e os atropelamentos (36 casos, 7%). Ainda segundo a PRF, foram 17 óbitos registrados em ocorrências por atropelamento no primeiro semestre – o número representa um total de 31,4% das mortes totais nas rodovias dos Campos Gerais.

Número de mortes cai no Paraná

A PRF registrou 228 mortes em acidentes de trânsito durante o primeiro semestre nas rodovias federais do Paraná. O número é 31,9% menor que o registrado durante o mesmo período de 2017, quando 335 pessoas morreram. O total de feridos passou de 4.767 para 4.037 –uma queda de 15,3%. E o número de acidentes atendidos caiu 24,4%, de 5.415 para 4.092.

As cinco principais causas presumíveis dos acidentes que resultaram em mortes foram, nesta ordem, falta de atenção do condutor (25% das mortes); falta de atenção do pedestre (20,2%); velocidade incompatível (16,7%); desobediência às normas de trânsito (14%); e ingestão de bebidas alcoólicas (4,8%).

PUBLICIDADE
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização