aRede aRede aRede
aRede
Visita à floricultura contribui em estudo sobre plantas

Vamos Ler

11 de setembro de 2018 19:08

Dhiego Tchmolo

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Anúncios divertem 5º ano em Piraí do Sul

Quinto C resgata história do município em visita

Coral escolar em Piraí do Sul encanta espectadores desde 2016

Alunos confeccionam árvore para conscientização ambiental
Dinâmica dá opções a alunos em confecção de brinquedos
Produção textual destaca os 195 anos de Jaguariaíva
Jornal da Manhã contribui em estudo gramatical
PUBLICIDADE

Atividade em campo foi desenvolvida com terceiros anos da Escola Evangélica de Carambeí. Estudantes puderam tirar dúvidas no local.

A prática é um recurso que contribui para fixar conteúdos. E a professora Andréia Regina Sieni junto aos alunos dos 3º anos matutino e vespertino da Escola Evangélica de Carambeí pôde ter uma aula em campo que abordava um dos temas da disciplina de Ciências: as plantas. Para isso, visitaram a floricultura Veschoor, no próprio município.

“Os alunos puderam reconhecer a diversidade das plantas, analisar suas características, conhecer melhor algumas espécies de flores, identificar as principais estruturas das flores e explorar o mundo vegetal de forma mais dinâmica e contextualizada, além de despertar para o olhar ecológico, possibilitando aos alunos a compreensão da preservação do meio ambiente”, conta Andréia.

Na sequência a professora aponta que os estudantes puderam entender a importância das plantas – abarcando características como o ar puro que respiramos, além de serem encontrados nos diversos locais como o solo terrestre, água doce e salgado, no meio aquático e aquelas presas aos galhos de outras plantas ou cercas, além dos “meios aéreos chamadas de plantas epífitas”, conforme detalha a docente.

“Á medida em que foram observando a variedade de plantas, surgiram questionamentos pertinentes ao tema, como por exemplo: ‘as plantas nascem de mudas ou de sementes’; ‘que plantas atraem o agente polinizador beija-flor’, ‘as plantas carnívoras atraem qual agente polinizador’, ‘você tem alguma planta epífita’, (além de outras perguntas)”, aponta a professora.

Andréia conclui o relato sobre a aula em campo destacando a importância do tema. “As atividades experimentais são uma maneira de cultivar o interesse pela Ciência. Contudo, por mais simples que seja uma experiência, faz-se necessário fundamentá-la na metodologia científica, instigando a curiosidade dos alunos e valorizando, em especial, os registros de suas observações e conclusão acerca do conhecimento já existente, buscando uma aprendizagem mais significativa e transformadora do meio no qual está inserido”, completa.

Confira todas as fotos e vídeos no blog escolar da Escola Evangélica de Carambeí. Clique aqui.

PUBLICIDADE
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização