aRede aRede aRede
aRede
Soldado da PM é entrevistada em série sobre PROERD

Vamos Ler

06 de junho de 2018 18:00

Dhiego Tchmolo

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Alunos produzem materiais de campanha contra a Dengue

Copa do Mundo é pauta de estudos em Jaguariaíva

Turma confecciona campo de futebol com tampinhas

Obra literária traz reflexão à turmas do sétimo ano
Projeto de saúde bucal traz conscientização e entrevista
Turma de Jaguariaíva produz matérias através de impressos
História clássica traz atividades práticas em Tibagi
PUBLICIDADE

Roseli coordenou o Programa na Escola Humberto Cordeiro. Aluna realizou reportagem com a soldado, que contou sobre como foi trabalhar com a instituição de ensino. Confira.

O Vamos Ler – Geração Digital continua com a série de entrevistas realizada pelo 5º ano da Escola Humberto Cordeiro, em Ponta Grossa. A atividade foi realizada em virtude da formatura da instituição de ensino em relação ao Programa de Resistência às Drogas e à Violência (PROERD) – iniciativa da Polícia Militar.

Foram dez encontrados, todas as quintas-feiras, na escola. “O programa tem por finalidade ensinar as crianças e jovens, habilidades para que possam conduzir suas vidas de maneira responsável segura e livre de drogas”, destaca Nilza Aparecida da Costa, à frente do 5º ano da instituição de ensino.

“Levando em consideração o excelente trabalho desenvolvido pela Polícia Militar do Paraná - Batalhão de Patrulha Escolar, unindo forças com a escola e a família resolvemos registrar no dia 24/05/18 a formatura interna dos alunos, na forma de entrevistas sobre o PROERD”, comenta a docente.

Na primeira entrevista, entre os próprios colegas, o âncora Murilo Ribas Vaz apresentou o projeto. Outros três estudantes realizaram entrevistas, que você pode conferir clicando aqui. Para todas as produções da Escola Humberto Cordeiro, acesse os vídeos da formatura do PROERD (através deste link) e as fotos (clicando aqui).

Entrevista com a Soldado Roseli

Na sequência das reportagens, a entrevistada e parte fundamental de todo o processo foi a Soldado Roseli, através das perguntas da aluna Elisa Maria de Mello Pistune. Confira no player acima.

Elisa Pistune – Há quanto tempo você é policial?

Soldado Roseli – Eu estou na Polícia Militar desde 2006.

EP – Quando o PROERD entrou na sua vida?

SR – Quando eu entrei na Polícia, em 2006, eu sempre via meus colegas dando aula do PROERD, eu ia nas formaturas para assistir, auxiliar, e eu sempre fica pensando assim ‘eu queria fazer isso também’. Eu tentei por três vezes e só em 2012 que eu consegui fazer o curso, fui aprovada e comecei a dar aulas. Então faz seis anos.

EP – Como funciona o PROERD?

SR – São 10 aulas, preferencialmente para escolas municipais. Aqui em Ponta Grossa todas as escolas recebem o PROERD. A gente tem dez lições: fala sobre responsabilidade, drogas, pressão dos colegas, riscos de consequência, bullying, importância de ser um bom cidadão. No final fazemos uma formatura, eles (alunos) fazem redações, aprende a canção do PROERD. Faz um compromisso: não se envolver com drogas, fazer escolhas seguras e responsáveis.

EP – Como é a aceitação dos alunos do nosso município?

SR – Eu acredito que os alunos sempre gostam bastante. Quando a gente chega eles ficam bem animados, motivados, eles se envolvem bastante, querem participar. Porque traz bastante assunto que rende, eles gostam de falar, participar, contar história. É um programa super divertido apesar de falar de um assunto muito sério, é muito descontraído. Fazemos atividades, brincadeiras, música. É bem legal, os alunos recebem muito bem.

EP – Como os pais podem contribuir no combate às drogas?

SR – As famílias tem o papel mais importante no combate as drogas porque elas estão com as crianças todos os dias. Então (é preciso) cuidar dessa autoestima das crianças, sempre estar acompanhando, conhecer os amigos, com quem crianças andam, onde elas estão. Dar responsabilidades para ela aprender o valor da responsabilidade desde pequeninha. Acompanhar o dia a dia, cobrar tarefas, respeito com os pais e na escola com os professores e colegas. Esse é o papel dos pais. 

PUBLICIDADE
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização