aRede aRede aRede
aRede
Projeto une escola e poder público por coleta seletiva

Vamos Ler

17 de abril de 2018 20:15

Dhiego Tchmolo

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Escola de Tibagi realiza eleições fictícias junto a alunos

Dia dos Pais traz homenagens em escola de PG

Alunos ‘reconstroem’ casas em atividade sobre arquitetura

Dados socioeconômicos são tema de estudo em Carambeí
Atividade relaciona notícia com conteúdo disciplinar
Turma de PG desenvolve atividades sobre solos
Programa busca incentivar saúde bucal em Jaguariaíva
PUBLICIDADE

Iniciativa da Secretaria de Meio Ambiente de Tibagi, em parceria com a Klabin, envolveu Escola Professor Aroldo. Estudantes puderam participar ativamente do processo.

Conscientizar as crianças sobre a importância da coletiva seletiva vem se tornando cada vez mais importante, principalmente no ambiente escolar. É através deste pressuposto que práticas que visem reaproveitar materiais, com mais eficiência energética, traz boas perspectivas para o futuro. E, neste ponto, é indispensável que o poder público atue junto as instituições de ensino neste ponto.

Foi o que aconteceu na parceria entre a Escola Municipal Professor Aroldo: através de um projeto idealizado pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente de Tibagi, junto a empresa Kablin, os estudantes puderam conhecer mais acerca do tema. Com coletavas seletivas todas as quartas-feiras nas regiões próximas a escola, o assunto chegou até as crianças da instituição de ensino.

“Este projeto piloto está sendo desenvolvido, principalmente, com os alunos dos 4º anos, da professora Elizana Gomes Brudnoski. O início do trabalho foi com a visita até ACAMARTI (Associação dos Catadores de Tibagi), onde os alunos puderam conhecer o processo de separação e a importância do mesmo em suas residências”, comentou a diretora da Escola Professor Aroldo, Marta Serenato Martins.

“Realizou-se, também, uma reunião com a comunidade para conscientização e orientações de como deverá ser essa separação e coleta”, destaca Marta. Para dar continuidade as atividades, os estudantes puderam sair em mutirão para fazer a entrega de sacolas de ráfia em todas as regiões que o projeto foi desenvolvido no município.

O objetivo, agora, é tornar mais longo o alcance desta iniciativa, conscientizando cada vez mais pessoas em Tibagi. “Logo mais as distribuições dessas sacolas irão abranger o município todo, inclusive a zona rural, já que estamos colhendo bons resultados”, completa a diretora da instituição de ensino. Para conferir todas as produções da Escola Professor Aroldo, acesse o blog escolar. Clique aqui.

PUBLICIDADE
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização