aRede aRede aRede
aRede
Produções trazem conscientização à Escola Evangélica

Vamos Ler Registro

20 de junho de 2018 17:20

Dhiego Tchmolo

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Galeria: pesquisa contribui para estudos matemáticos

Galeria: obras de Romero Britto movimentam 2º ano

Produções trazem conscientização à Escola Evangélica

Festival em Castro representa países da Copa do Mundo
Galeria: estudo da lagarta envolve turmas de PG
Atividades destacam Dia das Mães em Castro
Galeria: Dia das Mães é destaque na Escola Jahyr Lopes
PUBLICIDADE

Atividades completas através do projeto ‘Vamos cuidar do planeta?’ foram desenvolvidas no Infantil 4 matutino da instituição de ensino em Carambeí.

Uma inciativa no Infantil 4 da Escola Evangélica em Carambeí propôs aos pequenos integrantes da turma: ‘Vamos cuidar do planeta?’. Sob a coordenação da professora Natali de Fátima dos Santos, o projeto foi iniciado através de uma discussão que abordava o respeito à biodiversidade de espécies marinhas e ações que levam a extinção delas.

“Em uma das aulas as crianças observaram imagens de alguns animais marinhos e uma delas mostrava uma tartaruga comendo um pedaço de sacola plástica. Essa imagem foi muito marcante para as crianças. No dia seguinte um dos alunos, após o lanche, lavou a embalagem de suco que trouxe e disse que queria lavar a embalagem ‘para reciclar e não ir parar no mar’”, destaca a professora.

Na sequência, as crianças puderam desenvolver inúmeras atividades que enriqueceram seu conhecimento, habilidade, atitude e valores – buscando trazer noções de cidadania e preocupação com o futuro, unindo também as questões sociais, econômicas, com todo o respeito e práticas que visem manter um crescimento da sociedade de maneira saudável.

“Uma das primeiras atividades realizadas junto às crianças foi justamente sobre a poluição das águas, dando continuidade ao conteúdo sobre os animais marinhos. Para isso, foi confeccionada uma tartaruga em E.V.A com uma abertura na barriga para que dentro dela fossem colocadas sacolas. Em roda de conversa, foi apresentado as crianças o material”, comenta Natali.

Ainda, através da tartaruga, os alunos puderam a abrir o animal e apontarem os motivos das sacolas estarem presentes dentro dele, complementando com questões que ajudem no processo de preservação das águas. “A partir disso, as crianças começaram a realizar o processo de coleta seletiva em sala, lavando e separando as embalagens dos lanches e depositando na lixeira destinada apenas aos recicláveis”, explana a docente.

Reciclagem

Natali diz que a atividade contribuiu em outro ponto: as crianças puderam perceber o volume de lixo produzido diariamente, além da necessidade de fazer a separação do lixo reciclável. O projeto, na sequência, foi levado para as casas das crianças: junto aos pais, eles puderam guardar as sacolas utilizadas no período de um mês para apresentar os números de quanto material seria acumulado.

O projeto redundou em cartazes que traziam tabelas e gráficos sobre o levantamento realizado em casa. “Além disso, as crianças confeccionaram sacolas de tecido, para que os pais utilizem o menor número possível de sacolas plásticas. As crianças também fizeram um passeio pela escola com o objetivo de coletar resíduos de embalagens, para que, em seguida, realizassem a separação e classificação desses materiais e depositarem nas lixeiras corretas”, aponta a docente.

Mercadinho

Não parou por aí: Natali pôde desenvolver um ‘Mercadinho’ em sala de aula que trazia as embalagens consumidas durante o lance, contribuindo para mais fixas mais conteúdos. “A partir dessa atividade pode-se articular outros conhecimentos envolvendo, por exemplo, o trabalho com gêneros textuais e a função social dos números de forma lúdica e, portanto, significativa.  Essas atividades possibilitam que a criança desde muito cedo se veja como protagonista nessa busca por um futuro sustentável, compreendendo que isso depende das suas interações com o universo natural de que são parte”, conclui a professora.

Que tal acompanhar todas as fotos e o relato completo de Natali? Acesse o blog escolar da Educação Infantil da Escola Evangélica de Carambeí. Clique aqui.

PUBLICIDADE
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização