aRede aRede aRede
aRede
Novo Shopping em PG irá gerar 2 mil vagas de emprego

Ponta Grossa

14 de setembro de 2018 20:15

Fernando Rogala

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Inscrições do Vestibular Cescage 2019 estão abertas para 16 cursos

IML identifica casal que morreu afogado em represa de PG

Delegação do Operário chega em PG durante a tarde

Colisão entre caminhões atrapalha trânsito na BR-376
Homem é levado ao Pronto-Socorro após acidente
Mulher se afoga, marido tenta salvá-la e morre também
Documentário Salvando Risos é lançado na CCR
PUBLICIDADE

Depois de anos de expectativa, finalmente foi confirmada a construção de um novo Shopping Center em Ponta Grossa. O novo empreendimento foi confirmado na tarde desta sexta-feira (14), pelo presidente do Grupo Tacla, Anibal Tacla, em um evento na sala de reunião do gabinete do prefeito. O novo estabelecimento  será construído na Avenida Visconde de Taunay, nas proximidades da rotatória, onde hoje está instalado o circo Tihany. O projeto prevê um empreendimento com 80 mil m² de área construída, pouco maior do que o Palladium (77 mil m²), inclusive com mais lojas, entre 200 e 250, gerando mais de 2 mil vagas de emprego. O valor do investimento não foi revelado, mas considerando o preço do metro quadrado na construção civil, é um aporte que supera os R$ 100 milhões. 

Por enquanto, não há previsão para o início das obras. Elas serão iniciadas conforme os avanços nas negociações com os lojistas. “Vai depender da questão mercadológica. Essa velocidade da construção depende da velocidade da comercialização”, adianta Aníbal Tacla. Segundo ele, essas negociações já foram iniciadas, e os resultados estão satisfatórios. “Primeiro há negociações com as lojas de departamento, que são as maiores, que vão formatar o mix, e depois vamos iniciar a comercialização das demais operações, como praça alimentação. O resultado de tudo isso que vai determinar o prazo de inauguração”, completa. 

Como diferencial, explica Aníbal Tacla, está o foco para serviços de alimentação e lazer, que têm maior demanda e são tendência nos novos empreendimentos, assim como áreas destinadas a serviços – como a instalação clínicas, academias, como já há no Palladium hoje. “Vai trazer novos cinemas, no conceito mais atual, lojas diferentes e um projeto moderno, com bastante luz natural, que vai cair no gosto da população”, reitera Tacla. Serão geradas entre 160 e 180 vagas diretamente para o shopping, em serviços, como segurança, limpeza, manutenção, entre outros, e outros 2 mil por parte dos lojistas.

Em relação à nomenclatura, ela não foi definida ainda, mas ostentará ‘Campos Gerais’, já que vai atender a toda a região. Mesmo não divulgando prazos, o grupo trabalha com projeções para, no mínimo, três anos. “O estudo que fizemos mostra demanda do mercado e o crescimento da demanda por aumento população e rendam, projetado para 3, 4 ou 5 anos, que é o período de consolidação”, revelou o presidente do grupo.

O projeto conta com participação do empresário Flávio Barros, da Construtora LF22, dono do terreno. Em anexo, será construído um complexo comercial e empresarial em anexo, com duas torres corporativas e um hotel. Serão 45 mil m² construídos, divididos em 33 andares.


Desenvolvimento da cidade é apontado como diferencial

Marcelo Rangel, prefeito de Ponta Grossa, classifica o anúncio como um grande presente de aniversário. “Uma notícia de um investimento tão grande, de um empresário que já acreditou na cidade e volta a investir, diante de um cenário econômico de tantas dificuldades, é, sem dúvidas, um dos maiores presentes de nossa história”, resume.

Anibal Tacla justifica o novo investimento no município com uma série de fatores, especialmente pela pujança econômica. “Uma das razões é o fato de a cidade estar sempre bem administrada, com crescimento consistente, crescimento da qualidade de vida, da infraestrutura e como um polo de atração de novas empresas”, relata. “Pelo porte da cidade e pelo desenvolvimento, temos certeza que vai ser mais um empreendimento de sucesso”, conclui. 

PUBLICIDADE
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização