aRede aRede aRede
aRede
Assassinato da Rua XV será julgado na terça-feira

Ponta Grossa

10 de maio de 2018 17:15

Da Redação

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

IML identifica casal que morreu afogado em represa de PG

Delegação do Operário chega em PG durante a tarde

Colisão entre caminhões atrapalha trânsito na BR-376

Homem é levado ao Pronto-Socorro após acidente
Mulher se afoga, marido tenta salvá-la e morre também
Documentário Salvando Risos é lançado na CCR
Controladoria implanta sistema para orientação das entidades
/Foto: Arquivo JM/aRede
PUBLICIDADE

O Tribunal do Júri se reúne na terça-feira (15), no Fórum de Ponta Grossa, para o julgamento do empresário que matou um militar reformado suspeito de pedofilia em 2014. O crime foi registrado na esquina da Rua XV de Novembro com a Rua do Rosário, região central de Ponta Grossa, e teve grande repercussão na época.

O júri terá início às 8h30 e deve se estender até a noite. Duas testemunhas de acusação foram apresentadas pelo Ministério Público do Paraná (MPPR) e seis serão apresentadas pelo advogado de defesa, Ângelo Pillati Junior. O empresário é acusado de homicídio qualificado, cometido com meio que impossibilitou defesa da vítima.

Em março de 2014, o réu atirou em Arandy da Costa, militar reformado que teria assediado seu filho de dez anos. Segundo as investigações, Arandy estaria perseguindo o filho do empresário no colégio e, conforme as investigações, frequentava o comércio do réu diariamente para ganhar confiança da família.

Na época, o acusado chegou a ser preso logo depois do homicídio. No entanto, a Justiça liberou ele para que responda em liberdade. 

PUBLICIDADE
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização