menu

Ponta Grossa

Samu receberá o reforço de quatro novas ambulâncias

Da Redação | Ponta Grossa | 11/10/2017 as 20:08h / Imagem: aRede

Verbas para a compra de veículos destinadas à unidade de Ponta Grossa foram liberadas pelo Governo Federal.

O Ministério da Saúde aumentará a destinação de verbas ao Paraná em 2,1 milhões ao ano para o custeio de atividades do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu). Na prática, o aumento nos investimentos resultará na compra de quatro novas ambulâncias do Samu para o município de Ponta Grossa, que serão entregues de forma gradativa. O anúncio foi feito na terça-feira (10) pelo Ministro da Saúde, Ricardo Barros, em Brasília.

No Paraná, os recursos serão destinados ao custeio de 10 ambulâncias, distribuídas para Ponta Grossa (4), Ivaiporã (2), Manoel Ribas (1), Maringá (1), Foz do Iguaçu (1) e São João do Ivaí (1), além de uma motolância para Foz do Iguaçu e um aeromédico para Cascavel.

Em todo país, serão mais R$ 33 milhões por ano para ampliar e qualificar o atendimento. Esses recursos serão destinados a 241 serviços, um total de 148 ambulâncias, oito motolâncias, dois aeromédicos, uma ambulancha e sete centrais de regulação do Samu.

O novo aporte garante o funcionamento de 57 serviços que ainda não recebiam custeio federal, sobrecarregando estados e municípios. Ao todo, serão habilitadas com o reforço 50 ambulâncias, cinco motolâncias, um aeromédico e uma central de regulação, um impacto de R$ 13 milhões por ano. Além disso, 118 serviços que já recebem verbas federais serão beneficiados com mais R$ 20 milhões anuais para ampliar e qualificar a rede do Samu.

“A partir de agora, esses municípios poderão contar com o apoio do governo federal para continuar oferecendo atendimento de qualidade à população. Nosso compromisso é ampliar e melhorar o atendimento da rede de urgência e emergência do país, beneficiando toda a população”, destacou o ministro da Saúde, Ricardo Barros, durante coletiva em Brasília.


Veja também

Ponta Grossa

Cotidiano

Campos Gerais

ARede Insana

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MAIS LIDAS