aRede aRede aRede
aRede
Selfie com cobra quase acaba em tragédia na Índia

Insana

20 de junho de 2018 12:32

Da Redação

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Restauração de escultura dá errado e vira piada

Mulher entra nua em igreja cantando a música “50 Reais”

Japão pede uma manhã de segunda-feira de folga

Rebanho de vacas ajuda polícia a prender fugitiva
Russo remove pênis por 'desgostar' do contraste de cor
Soldado coloca fogo nele mesmo como protesto
Homem tem sobrancelha queimada após acender cigarro
Guarda florestal estava realizando um resgate quando decidiu tirar fotos com cobra píton de 10 metros, sendo atacado./Reprodução/YouTube
PUBLICIDADE

No vídeo, que se tornou viral nas redes sociais, Dutta aparece sorridente com a cobra nas costas

De acordo com o Jornal The Sun, um guarda florestal indiano teria tirado uma foto com uma píton, durante um resgate no último domingo (17). A cobra se enrolou no pescoço de Sanjay Dutta que entrou em pânico.

Testemunhas que presenciaram o ato informaram que, ao invés de simplesmente colocar o animal perigoso em um saco e tirá-lo da vila, o guarda florestal resolveu ‘descontrair’ com os moradores assustados, colocando a píton no pescoço e posando para fotos e vídeos.

Eles afirmaram que as coisas saíram do controle quando o animal começou a se contorcer e a apertar o pescoço do homem. No vídeo que se tornou viral nas redes sociais, Dutta aparece sorridente com a cobra nas costas. Entretanto, após dar alguns passos para se afastar da multidão que o fotografava e o filmava, o animal o ataca.

Em entrevista à mídia indiana, o guarda explicou que seguia o caminho com o réptil próximo à sua garganta, e ao se movimentar de forma brusca, os residentes começaram a gritar. “Eu estava acompanhado de um colega de trabalho que me orientou durante o ataque da píton. Graças a ele consegui segurar a cauda do animal e contê-lo. Agora está tudo bem”, afirmou.

Sanjay Dutta ainda expôs que a defesa foi rápida e que a cobra foi transportada sem mais problemas no percurso.  Ele acredita que o réptil chegou até o vilarejo por meio de um rio próximo a floresta de Baikanthapur.

Informações Último Segundo

PUBLICIDADE
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização