aRede aRede aRede
aRede
Nasa faz cadastro para coletar nomes e enviar ao Sol

Insana

13 de março de 2018 12:05

Matheus Fanchin

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Estátua de Virgem Maria 'chora' azeite em igreja

‘Caçador de fantasmas’ é flagrado nu em portão de casa

Idosa de 92 anos mata filho para evitar de ir para asilo

Homem ganha na loteria três vezes em menos de um mês
Mulher fica com cabeça presa em escapamento de carro
Homem ganha quatro vezes na loteria em menos de dois meses
Selfie com cobra quase acaba em tragédia na Índia
Basta acessar o site oficial da missão e fazer o seu cadastro até o dia 27 de abril/Foto: Reprodução NASA/
PUBLICIDADE

Nasa faz cadastro para coletar nomes e enviar ao Sol

Basta acessar o site oficial da missão e fazer o seu cadastro até o dia 27 de abril

O auge da carreira do ator William Shatner foi com a série de ficção cientifica Star Trek, interpretando James T. Kirk, capitão da nave Enterprise. Depois disso, ele experimentou uma longa decadência fazendo pontas em diversos filmes, até o dia em que foi chamado para estrear a série Boston Legal, onde chegou a ganhar dois Emmys. Para o grande público, de qualquer forma, Shatner sempre será o capitão Kirk.

Por isso, ele foi chamado para ser o garoto propaganda da nova missão da NASA: enviar uma sonda para estudar o Sol como nunca foi feito antes. Mas não só isso. No vídeo divulgado pela agência, William explica que o equipamento levará consigo um microchip com o nome de milhões de terráqueos – e o seu pode ser um deles.

Para participar desta jornada nas estrelas, basta acessar o site oficial da missão e fazer o seu cadastro até o dia 27 de abril. Nós fizemos o teste e todo o processo durou menos de 10 minutos para ser concluído.

A missão se chama Parker Solar Probe, em homenagem a Eugene Parker, um astrofísico aposentado da Universidade de Chicago, e será lançada no Kennedy Space Center, na Flórida, entre 13 de julho e 19 de agosto. A sonda (e nossos nomes) irá orbitar o sol durante sete anos coletando informações. O principal objetivo dos cientistas é descobrir como os ventos solares são acelerados.

Para aguentar as temperaturas brutais a que será submetida, a sonda foi equipada com um escudo de carbono com 11 cm de espessura. Já o microchip com os nomes é uma ação de divulgação científica para incentivar o interesse das pessoas em explorações espaciais. Parece que funcionou: até o momento, mais de três milhões de nomes já foram incluídos na lista.

Informações Superinteressante  

PUBLICIDADE
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização