aRede aRede aRede
aRede
Homem viajará em foguete para provar que a Terra é plana

Insana

23 de novembro de 2017 12:10

Da Redação

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Russo remove pênis por 'desgostar' do contraste de cor

Soldado coloca fogo nele mesmo como protesto

Homem tem sobrancelha queimada após acender cigarro

Cientistas no Canadá criam primeira cerveja de maconha
Estátua de Virgem Maria 'chora' azeite em igreja
‘Caçador de fantasmas’ é flagrado nu em portão de casa
Idosa de 92 anos mata filho para evitar de ir para asilo
Ele viajará em foguete caseiro para provar que a Terra é plana/Foto: Reprodução /
PUBLICIDADE

Ele afirma que a Nasa está sendo controlada e que ainda não enviaram um homem ao espaço

Um americano de 61 anos é categórico: astronautas e agências espaciais estão mentindo e conspirando para convencer que a Terra é redonda.

Para acabar com essa “farsa”, o motorista de limusines Mike Hughes está disposto a ir longe – mais precisamente, 549 metros acima do solo, com um foguete fabricado por ele mesmo a partir de sucata.

No voo, marcado para este sábado (25), Hughes quer ver com os próprios olhos a “verdade” e ainda tirar uma foto para provar a todos que a Terra é plana. Embora saiba do perigo, ele diz que é por um bom motivo.

“Isso vai fechar a porta dessa história de Terra redonda”, disse em um vídeo produzido para arrecadar fundos. Ao todo, o projeto custou US$ 20 mil dólares (R$ 65 mil).

Hughes também afirma que a Nasa está sendo controlada e que Elon Musk, CEO da companhia espacial SpaceX, está fabricando foguetes falsos.

“Eles ainda não enviaram um homem ao espaço”, diz. “Existem 20 agências espaciais diferentes aqui nos Estados Unidos e eu sou a última pessoa que colocou um homem em um foguete e a lançou, afirmou, segundo o Washington Post.

Esse último lançamento a que se refere ocorreu em 2014, quando ele entrou em outro foguete caseiro e percorreu 400 metros em uma vila chamada Winkelman, no estado americano do Arizona.

O problema é que a distância é apenas um quarto do que Hughes pretende percorrer no sábado e, mesmo assim, o voo terminou mal – o vídeo mostra imagens do americano sendo arrastado no solo e depois saindo do foguete destruído. Ele contou que saiu tão machucado que teve de andar de muletas por duas semanas.

“É muito assustador, mas nenhum de nós vai sair do mundo vivo”, disse Hughes à Associated Press.

Informações Yahoo Notícias 

PUBLICIDADE
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização