aRede aRede aRede
aRede
Cescage e Operário tem acordo para centro de treinamento

Esporte

13 de setembro de 2018 14:40

João Vitor Rezende

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Jogadores do Operário celebram título com a torcida

Grêmio vence de virada e cola na liderança do Brasileiro

Capitão Chicão celebra feito histórico do Operário

Municípios da AMCG recebem R$800 mil para o esporte
Autor do gol na decisão realiza sonho no Operário
aRede transmitirá a chegada dos campeões
Torcedores tomam a Avenida em festa pelo título
PUBLICIDADE

Parceria está encaminhada e inclui espaço para a construção de campos, vestiários, além do uso da estrutura da instituição

O Operário Ferroviário terá um centro de treinamento em 2019. A estrutura será construída na Unidade Ecológica de Olarias do Cescage, que também disponibilizará os espaços que já atendem as atividades letivas da instituição de ensino em Ponta Grossa. O anúncio foi confirmado pelo fundador do Cescage, José Sebastião Fagundes Cunha, e pelo presidente do Grupo Gestor do Operário Ferroviário, Álvaro Góes, em entrevista ao portal aRede nesta quinta-feira (13).

A parceria também inclui o Colégio Vila Militar, que pertence ao grupo Cescage. A instituição cederá o espaço e a estrutura de fisioterapia, enfermagem, psicologia e odontologia, e o clube terá que arcar com a construção dos campos, vestiários e demais itens necessários, que podem ser arrecadados em parcerias para viabilizar as obras. Porém, o investimento a ser realizado e as demais tratativas do acordo ainda serão definidos. Nesta sexta-feira (14), uma equipe irá avaliar o espaço no local para definir as possibilidades do uso do espaço.

A categoria de base do alvinegro, com o projeto ‘Jovens Talentos Pontagrossenses’, que já tem o apoio da CCR Rodonorte e da Caixa Econômica Federal, também será contemplado. A Escola Oficial do Operário Ferroviário, projeto da parte social do clube, também deverá ser incorporada ao Colégio Vila Militar.

Góes ressalta a importância deste projeto para o setor logístico da equipe: “Desde o início da minha gestão (há quatro anos), estamos buscando um lugar para o CT. Cada dia de treinamento nós temos que procurar um lugar para a atividade. Nós agradecemos aos clubes que nos cederam e continuarão cedendo o espaço até a estrutura ficar pronta, mas essa parceria é muito importante”.

Segundo Fagundes Cunha, a viabilização desta parceria é um passo importante para o Operário e também para a comunidade ponta-grossense: “Espero deixar um legado para a cidade. Temos um poder de transformação e inclusão social enorme. Nós já fomos parceiros do Operário e queremos retomar essa parceria para cumprirmos o objetivo de trazer os jovens para praticar esporte e viver com dignidade”.

PUBLICIDADE
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização