aRede aRede aRede
aRede
Operário visita pacientes na Santa Casa

Esporte

02 de agosto de 2018 20:30

Da Redação

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Inscrições para a 2ª Corrida Rústica Expo & Flor vão até dia 02 de setembro

Jogos internos do Sepam reúnem mais de 400 alunos

Internacional vence o Fluminense no Maracanã

Paranaense de Basquete terá apenas três equipes
CBF define datas de jogos do Operário no mata-mata
Equipes femininas do Caramuru destacam-se no cenário paranaense
Em casa, Palmeiras vence o Vasco e segue firme no G6
Os atletas Sosa, Peixoto, Chicão e Robinho conversaram e cantaram músicas com os pacientes./Foto: José Tramontin/OFEC
PUBLICIDADE

Os jogadores do Operário Ferroviário visitaram, na manhã desta quinta-feira (2), o setor de oncologia do Hospital Santa Casa de Ponta Grossa. A ação faz parte da Divisão de Projetos Sociais, a Família Alvinegra. Os atletas Sosa, Peixoto, Chicão e Robinho conversaram e cantaram músicas com os pacientes, que estavam em sessão de quimioterapia, e com os funcionários do Hospital. 

Para o zagueiro Sosa, as ações da Família Alvinegra são importantes para conhecer a realidade de outras pessoas e poder ajudar de alguma maneira. “Acredito que a visita é algo bom para os pacientes, mas também é muito bom para nós. Vimos a força de vontade deles, lutando pela vida, e isso nos motiva e nos leva a refletir”.

O paciente João Edenilson Machado é torcedor do Operário e iniciou o tratamento nessa semana. “Eu acompanho os jogos do Operário e sou apaixonado por futebol, então essa visita dos jogadores foi muito importante. Isso só me anima a continuar o tratamento, buscar a recuperação e seguir de cabeça erguida”.

A Gerente de Relacionamento do Hospital Santa Casa de Ponta Grossa, Ariane Colaço Severo, destaca os benefícios da ação. “A visita soma com o tratamento, traz um ânimo. Os jogadores cantaram músicas, fizeram brincadeiras e conversaram com os pacientes, e isso faz com que o tratamento se torne algo menos custoso para eles. Os pacientes acabam ficando muito tempo ali na cadeira, com o soro, e a visita muda o clima do hospital e traz um benefício muito importante para o tratamento”.

PUBLICIDADE
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização