aRede aRede aRede
aRede
Time da Segundona é punido pelo TJD-PR e está rebaixado

Esporte

13 de março de 2018 10:42

Da Redação

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Tricolor bate o Corinthians em retorno ao Morumbi

Flamengo vence Botafogo e segue líder do Brasileirão

Operário vence São-Joseense e classifica no Sub-19

PG fatura títulos no handebol e vôlei feminino nos JOJUPs
Fantasminha viaja ao Japão para construir nova história
Atlético-PR e Inter protagonizam duelo emocionante
Santos e Palmeiras empatam no Pacaembu
Lusinha perdeu seis pontos por escalação irregular de atleta e está rebaixada/José Tramontin/OFEC/Arquivo
PUBLICIDADE

Portuguesa Londrinense recebeu duas penas do Tribunal de Justiça Desportiva do Paraná por escalação irregular de atleta e perdeu seis pontos

Ainda faltam três rodadas para o fim da primeira fase da Divisão de Acesso do Campeonato Paranaense, mas o primeiro clube rebaixado para a Terceira Divisão já é conhecido – e apesar do desempenho ruim dentro de campo, não foi apenas isso que derrubou a Portuguesa Londrinense. Duas decisões do Tribunal de Justiça Desportiva do Paraná (TJD-PR) decretaram o rebaixamento da Lusinha.

Tudo por causa da escalação irregular do zagueiro Davi em duas partidas, contra o Rolândia e contra o Operário. No dia 7 de março, a 3ª Comissão Disciplinar do TJD-PR decidiu pela perda de três pontos e pelo pagamento de multa no valor de R$ 1 mil pela equipe em denúncia feita na partida contra o Rolândia, válida pela 3ª rodada da competição, sob o argumento de que Davi “deveria cumprir suspensão em mais uma partida, conforme decisão proferida pela 2ª Comissão Disciplinar do TJD-PR”. A Lusinha perdeu aquela partida por 3 a 1.

Nesta segunda-feira (12), foi a vez da 1ª Comissão Disciplinar do TJD-PR julgar o caso da escalação irregular do mesmo atleta na derrota da Portuguesa Londrinense diante do Operário, na 4ª rodada. A decisão proferida foi a mesma e, em ambos os casos, o atleta também foi multado em R$ 300 por cada escalação irregular.

Com a perda dos seis pontos, a Portuguesa Londrinense agora tem -5 pontos na Divisão de Acesso do Paranaense, ocupa a lanterna da competição e não tem mais chances de alcançar o Iraty, que hoje ocupa a oitava posição e é o primeiro time fora da zona de rebaixamento. A defesa da Lusinha recorreu das duas decisões. Embora os pontos retirados tenham definido a queda do time de Londrina, é importante ressaltar que o time vinha muito mal na Segundona, com apenas um ponto ganho em seis rodadas, e dividia a lanterna do campeonato com o Andraus.

Na última rodada, a Portuguesa sofreu a maior goleada do Campeonato, ao ser derrotada por 8 a 1 pelo Batel no Estádio Municipal Olimpo Barreto, em Apucarana. Nesta quarta-feira (14), a equipe visita o Independente, em São José dos Pinhais, às 15h30.

Paralisação em 2017

Vale lembrar que no ano passado, a Segunda Divisão ficou paralisada por mais de um mês por um caso semelhante ocorrido com a mesma Portuguesa Londrinense. Naquela ocasião, o Grêmio Maringá entrou com uma ação no TJD-PR por causa da suposta escalação irregular de um jogador da Lusinha no duelo entre os dois times na primeira fase. Depois de muitos recursos e jogos adiados, a equipe de Londrina foi absolvida e o Maringá acabou o campeonato rebaixado.

Para o torcedor do Fantasma, a coincidência com os casos de 2017 e 2018 é um péssimo sinal. Afinal de contas, o atraso nos jogos da Divisão de Acesso fez com que as partidas da Segundona fossem disputadas simultaneamente à Série D do Campeonato Brasileiro. Priorizando a competição nacional, a equipe ponta-grossense fracassou no Paranaense e teve que ficar por mais um ano na Segunda Divisão Estadual.

PUBLICIDADE
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização