Concessões modernizam profissões em rodovias

especiais-rodovias

21 de outubro de 2017 16:42

Da Redação

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Rodovia impulsiona novos empregos em Piraí do Sul

Obras em rodovias geram mais de mil empregos

Concessões modernizam profissões em rodovias

RodoNorte repassa R$ 488 milhões aos municípios
Arrecadação nas rodovias impacta nos cofres de PG
Empresa reaproveita material ‘descartável’ em projetos
Rodovias contribuem para desenvolvimento social
Foto: Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Trabalho constante de manutenção e monitoramento rodoviário exige profissionais especializados.

Usuários de rodovias pedagiadas às vezes não percebem, mas são rodeados de benefícios quando transitam por trechos cuidados pelas concessionárias. Monitorado por câmeras em praticamente toda a extensão das rodovias, os motoristas são amparados 24 horas por dia por uma equipe especializada para atendimentos em situações inesperadas.

Nas rodovias administradas pela CCR RodoNorte, 25 câmeras vigiam em tempo real tudo o que acontece nas ligações entre Apucarana, Ponta Grossa, Jaguariaíva e Curitiba. As imagens de monitoramento são coordenadas pelo Centro de Controle Operacional (CCO), que conta com profissionais capacitados para mobilizar colaboradores, viaturas e outros recursos necessários para garantir atendimento aos usuários no menor tempo.

Para que isso seja possível, é necessário aliar tecnologia com especialização. Com a modernização dos últimos 20 anos, as rodovias precisaram se adaptar às demandas e treinar profissionais para executar tarefas que antigamente sequer existiam.

Antigamente, quem viajava de carro sofria com problemas que hoje parecem bem distantes, como a falta de serviços de comunicação ou de atendimento de emergência. Hoje, profissionais responsáveis por estes trabalhos contam com tecnologia de ponta e desempenham funções especializadas para garantir tranquilidade aos usuários. O fato é que a revolução tecnológica chegou às rodovias, fazendo com que ‘novas profissões’ também surgissem.

Socorrista

Trabalho antigamente realizado somente pelo Corpo de Bombeiros e, na maioria das vezes, apenas nos grandes centros urbanos, os profissionais da saúde agora são responsáveis por todo o atendimento pré-hospitalar prestado em rodovias. Os socorristas fazem um trabalho essencial em casos de acidentes, quando são acionados para o atendimento inicial e estabilização das vítimas até a entrada no hospital. O transporte adequado até centros médicos é apenas um dos fatores que resultaram na drástica diminuição de mortes nas rodovias. Nos trechos sob concessão da CCR RodoNorte, o índice de mortes por 100 milhões de quilômetros rodados apresentou queda de 75% no número de óbitos entre os anos de 1998 e 2016. Entre as funções desempenhadas pelos socorristas estão a remoção de vítimas das ferragens ou de dentro dos veículos, procedimentos de salvamentos, resgate em altura, tratamento de traumas, queimaduras e choques elétricos.

Inspetor de tráfego

Existe um profissional responsável por cuidar do sistema rodoviário, buscando inconstâncias, registrando ocorridos e tomando medidas para liberação do fluxo e retorno das condições normais. Este é inspetor de tráfego, que contribui para a fluidez nas rodovias através do monitoramento e análise das condições. Em caso de acidentes, por exemplo, eles atuam diretamente para garantir a liberação da pista e disponibilizar as vias aos usuários. Os inspetores de tráfego ainda são responsáveis pela fiscalização da faixa de domínio, sinalização de tráfego, verificação das condições de segurança nas obras e registros de ocorrências.

Agente de monitoramento

Além dos inspetores de tráfego, cabe a outro profissional garantir a segurança e fluidez do trânsito nas rodovias. Os agentes de monitoramento acionam os mecanismos de inspeção e auxiliam o trabalho de fiscalização das polícias, visando a segurança dos usuários. O trabalho dos agentes, no entanto, não fica somente nos postos em rodovias. Através do sistema de videomonitoramento, os profissionais têm condições de acompanhar o trânsito 24 horas por dia e registrar ocorrências com mais precisão. Das rodovias cuidadas pela concessionária CCR RodoNorte, eles possuem 25 câmeras à disposição para realizar o serviço, além de um Centro de Controle Operacional (CCO) para centralizar os trabalhos de monitoramento. O agente presta atendimento às ocorrências com o objetivo de evitar que elas gerem uma reação em cadeia, impactando ainda mais no usuário. Assim que o profissional toma conhecimento da ocorrência, cabe a ele acionar equipes para sinalizar o local e evitar qualquer tipo de problema por consequência da situação anterior.

Operador de balança

Para garantir o funcionamento do setor de transporte de mercadorias e evitar o desgaste ainda maior das rodovias, os operadores de balanças rodoviárias são responsáveis pelo controle do fluxo de veículo de grandes cargas, checagem dos pesos e conferência de documentos dos veículos. As atividades iniciam com a seleção de caminhões com algum indicativo de excesso de peso, problemas nas dimensões ou qualquer outra irregularidade. Na sequência, atuando com o apoio de balanças de alta tecnologia (com sensores de scanner a laser e câmeras precisas), os operadores realizam a conferência das características da carga e realizam as infrações encontradas. O trabalho é realizado muitas vezes em parceria com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), de acordo com o coordenador de atendimento ao usuário da empresa, Cristiano Wardil. “As atividades conjuntas garantem que o motorista trafegando com alguma irregularidade no caminhão já seja autuado na hora”, explica. O objetivo da atividade é coibir o excesso de peso no caminhão, para preservar as rodovias e também a própria vida do caminhoneiro. O veículo dentro dos padrões adequados de carga não apresenta desgastes de freios e pneus, por exemplo.

PUBLICIDADE
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização
aRede aRede
aRede
aRede