Mesária é detida em Maringá após espalhar informação falsa

Cotidiano

07 de outubro de 2018 13:45

Da Redação

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

PF investiga casos de fake news em campanha

Aplicação do Enem terá quatro horários diferentes

Jovem dorme ao volante e quebra poste ao meio

TRE-PR comprova lisura das urnas eletrônicas
Petrobras irá reduzir valor da gasolina em 2%
Sedentarismo causa 12% das mortes por câncer
Venezuelanos recebem amparo de empresário de PG
Urna não continha votos registrados antes do início do processo eleitoral Foto: Foto: divulgação
PUBLICIDADE

Mulher informava a eleitores que a urna de sua seção já estava com votos computados antes da votação se iniciar

Uma mesária foi detida na manhã deste domingo (7) em Maringá (PR) após informar a eleitores que a urna eletrônica de sua seção teria votos registrados na memória, antes mesmo de a votação ser iniciada. A informação foi desmentida pelos demais mesários, que mostraram aos eleitores a "zerésima", um boletim de urna emitido antes de a votação começar.

O documento, divulgado pelo TRE (Tribunal Regional Eleitoral) do Paraná, demonstrava que não havia votos registrados -e estava assinado por todos os mesários que trabalhavam na seção. A mesária, ainda assim, continuava ligando para eleitores e informando sobre a suposta fraude, que acabou sendo retransmitida pelas redes sociais. Ela acabou detida pela Polícia Federal, e prestava depoimento na manhã deste domingo. A urna está localizada no Colégio Santo Inácio.


Fonte: Folha de São Paulo/Bem Paraná


PUBLICIDADE
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização
aRede aRede
aRede
aRede