aRede aRede aRede
aRede
Aliel critica novo aumento no preço dos combustíveis

Cotidiano

16 de maio de 2018 16:06

Da Redação

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Campanha de vacinação contra a gripe termina hoje

Paraná é o 3° Estado que mais gerou empregos no país

Petrobras perde ação trabalhista de R$ 15 bilhões

Morre Koko, a gorila que falava por de linguagem de sinais
Funcionários de brechó acham R$ 136 mil doados 'por engano'
Supermercados contribuem para pobreza rural, diz estudo
Governo lança post repudiando o assédio
PUBLICIDADE

O novo aumento na gasolina e no diesel, anunciado nesta semana pela Petrobras, causou indignação na Câmara Federal. O deputado federal Aliel Machado (PSB) usou a tribuna do Legislativo Federal para criticar o mais novo aumento. O parlamentar é autor de uma ação contra o reajuste do PIS / COFINS decreto pelo presidente Michel Temer (PMDB) em agosto de 2017 e que foi julgada como precedente em primeira instância.

Aliel lembrou ainda que o aumento do diesel prejudica os caminhoneiros e reflete em todo o país. "Isso é uma vergonha", disse Aliel. Na visão do parlamentar, a política de preços do Governo traz instabilidade. “O preço da gasolina, por exemplo, influencia toda a sociedade, inclusive as pessoas mais humildes com reflexo no preço dos alimentos. Ponta Grossa como capital nacional dos caminhoneiros tem testemunhado isso”, disse Machado.

O parlamentar lembrou que Ponta Grossa e os Campos Gerais são destaque no campo da agricultura e indústria e o aumento nos combustíveis tem prejudicado o transporte da produção. “Os caminhoneiros pagam para trabalhar e os constantes aumentos do Governo Federal tem inviabilizado a atividade e travado a economia”, afirmou o deputado federal do PSB.

PUBLICIDADE
MIX - 22/06/2018 02:07h

Beto se comove com Karola

No capítulo 035, sexta-feira, 22 de junho – Luzia afirma que precisa afastar Laureta de Ícaro. Vale...

 
0
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização