aRede aRede aRede
aRede
Moradores pedem saída de manifestantes acampados no entorno da PF

Cotidiano

16 de abril de 2018 18:03

Afonso Verner

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Inocente preso no lugar de ladrão é solto no Rio

Especialistas negam propostas de CPI dos Cartões de Crédito

PSL oficializa Bolsonaro como candidato à Presidência

Após 25 anos, personagens lembram noite da Chacina da Candelária
Polícia investiga morte de advogada de 29 anos em Guarapuava
Governo e Alep decretam luto após morte de Bernardo Carli
Família Ribas Carli emite nota após morte de deputado
PUBLICIDADE

O deputado estadual Plauto Miró Guimarães (DEM) intermediou nesta segunda-feira (16), junto com o Major Adilson da Polícia Militar, uma reunião entre a Secretaria Estadual de Segurança (SESP) e os representantes dos moradores do Bairro Santa Cândida, em Curitiba. Eles exigem providências das autoridades a respeito da situação que se instaurou nas redondezas da superintendência da Polícia Federal, com a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. 

Desde o cumprimento do mandado de prisão contra o ex-presidente no dia 7 de abril, muitos moradores vêm reclamando da presença dos manifestantes acampados na região. Eles afirmam que sofrem ameaças de alguns integrantes do MST, além da sujeira e da bagunça que impede o descanso de quem trabalha o dia inteiro. E também da dificuldade de entrar e sair das próprias casas. 

Plauto se mostrou satisfeito com o resultado do encontro. “Recebemos a notícia de que um acordo está sendo fechado hoje e que haverá uma desocupação da área até amanhã. Esperamos que isso de fato ocorra”, afirmou. 

Os moradores do bairro agradeceram a ajuda do deputado. “Eu entrei em contato com muita gente e todos se negaram a ajudar. Ele foi o único disposto a colaborar e logo no início da reunião já tivemos uma resposta muito boa”, contou um dos representantes que preferiu não ser identificado com receio de represálias.

As informações são da assessoria. 

PUBLICIDADE
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização