aRede aRede aRede
aRede
Cida anuncia chefe da Casa Civil e secretário da Infraestrutura

Cotidiano

16 de abril de 2018 15:22

Da Redação

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Inocente preso no lugar de ladrão é solto no Rio

Especialistas negam propostas de CPI dos Cartões de Crédito

PSL oficializa Bolsonaro como candidato à Presidência

Após 25 anos, personagens lembram noite da Chacina da Candelária
Polícia investiga morte de advogada de 29 anos em Guarapuava
Governo e Alep decretam luto após morte de Bernardo Carli
Família Ribas Carli emite nota após morte de deputado
/Imagem: Divulgação
PUBLICIDADE

A governadora Cida Borghetti (PP) anunciou nesta segunda-feira (16), durante reunião com o secretariado no Palácio Iguaçu, os novos nomes que irão compor a sua equipe de governo. O deputado federal Dilceu Sperafico assume, a partir da quarta-feira (18), a chefia da Casa Civil e o atual presidente da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar), Abelardo Lupion, foi indicado para a Secretaria de Estado da Infraestrutura e Logística. O diretor de Regularização Fundiária da Cohapar, Nelson Cordeiro Justus, assume a presidência da empresa.

Durante a reunião, Cida também apresentou a nova secretária de Estado da Educação, Lúcia Cortez, que tomou posse na última sexta-feira (13), e o novo procurador-geral do Estado, o advogado e professor do curso de Direito da Universidade Federal do Paraná (UFPR) Sandro Kosikoski.

A governadora afirmou que um dos objetivos da gestão é ampliar o diálogo com a bancada parlamentar do Paraná em Brasília e também com o governo federal. Para ela, os novos integrantes da equipe reúnem as condições necessárias para essa interlocução.

Cida destacou a experiência e a capacidade técnica de Dilceu Sperafico e Lupion. “Sperafico reúne condições para administrar esta pasta tão importante, que vai dialogar muito com a bancada federal e tratar das ações relativas aos municípios”, destacou a governadora. “Da mesma forma, o Abelardo Lupion também reúne anos de serviço prestado ao Paraná e ao Brasil e a capacidade técnica que o credencia para estar à frente da pasta da Infraestrutura”, declarou.

COMPROMISSO

Cida ressaltou ainda o compromisso do governo de manter um diálogo aberto com a sociedade. “A nossa meta é fazer uma gestão eficiente, que vá ao encontro das demandas da sociedade, escutando os representantes das entidades de classe, da sociedade civil organizada e de setores importantes como o agronegócio”, explicou. “Ampliar as discussões vai fazer com que possamos administrar de maneira eficiente, priorizando a população paranaense”, salientou.

CONVÊNIOS FEDERAIS

 Deputado federal por seis mandatos, Sperafico destacou que uma das primeiras ações à frente da Casa Civil será fazer um levantamento de todos os convênios do Governo do Paraná com a União. Ele também ressaltou que na próxima semana haverá uma reunião com a bancada federal em Brasília, com a participação da governadora. “Vamos detalhar aquilo que será possível fazer em prol do Paraná”, afirmou.

“As expectativas são muito boas. O Paraná fez a lição de casa e, comparado aos demais estados brasileiros, somos privilegiados. Mas não podemos titubear, precisamos ficar atentos para poder continuar avançando”, destacou Sperafico. “Temos muitos projetos em andamento e precisamos fazer com que as obras e projetos do Estado cheguem a todos os paranaenses”, afirmou.

Comandada pelo chefe interno da Casa Civil, Silvio Barros, a reunião com a equipe de governo tratou de questões administrativas como o novo sistema de gestão das finanças públicas (Novo Siaf) e os investimentos realizados e programados pelo Estado neste ano.

“Nosso compromisso é ampliar a capacidade de obter um melhor retorno dos recursos do governo para a população”, afirmou Silvio Barros, que também é secretário do Desenvolvimento Urbano. O encontro também foi aberto para relatos de secretários sobre questões setoriais.

As informações são da Agência Estadual.

PUBLICIDADE
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização