aRede aRede aRede
aRede
Portal da Transparência unificará informações do Estado

Cotidiano

14 de março de 2018 12:05

Da Redação

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Alta miopia aumenta 89% no Brasil, diz OMS

Dia da Árvore: 7 espécies brasileiras ameaçadas de extinção

Justiça determina novamente a prisão do bruxo Chik Jeitoso

Princesa dos Campos realiza Encontro de Busólogos
Ações são ampliadas para barrar peste suína africana
Prêmio da Mega-Sena acumula para R$ 22 milhões
Futuro presidente terá de enfrentar financiamento do SUS
A reunião aconteceu em Curitiba, ontem./Foto: Reprodução ANPr/
PUBLICIDADE

Com a unificação, ficará mais fácil verificar as informações dos gastos públicos de cada órgão estadual

O acesso à informação de todos os órgãos e secretárias do Governo do Estado, que hoje ocorre individualmente nos portais institucionais, será unificado no Portal da Transparência a partir de 27 de março. Os gestores responsáveis por cadastrar os dados que ficam disponíveis foram comunicados nesta terça-feira (13) durante reunião no Palácio das Araucárias, em Curitiba, com a participação do secretário de Estado da Comunicação Social, Deonilson Roldo, e do controlador-geral do Estado, Carlos Eduardo de Moura.

Com a unificação, ficará mais fácil verificar as informações dos gastos públicos de cada órgão estadual, incluindo despesas com pessoal, compras e licitações, por exemplo. Todos os dados ficarão disponíveis em um só lugar, e não apenas no portal próprio de cada pasta, como acontece atualmente. Além disso, o trabalho dos gestores será facilitado, já que a unificação dos sistemas de Tecnologia da Informação do Estado alimentará automaticamente o Portal da Transparência.

Roldo destacou que o Governo do Estado tem aperfeiçoado os mecanismos de transparência pública e acesso à informação. “O compromisso que o governo tem com a transparência é tão sério quanto o ajuste fiscal. Ao mesmo tempo em que o Estado mantém um processo permanente de corte de despesas, a transparência mostra ao cidadão a evolução da gestão administrativa e financeira do Estado. Uma coisa complementa a outra”, explicou.

O secretário destacou que o cidadão tem o direito de saber o que é feito na gestão pública. “Não se admite mais uma administração que não tenha o compromisso de prestar contas de seus atos permanentemente”.

O controlador-geral do Estado afirmou que as melhorias no Portal da Transparência, que passou por uma reformulação em 2016, ampliam o controle social da gestão pública. “Sozinhas, instituições como a Controladoria, Tribunal de Contas e Ministério Público não dão conta do controle do gasto do dinheiro público, é necessária a intervenção da sociedade”, afirmou. De acordo com ele, uma maneira de incentivar a participação social é disponibilizar os dados de acesso livre para que cada cidadão possa fazer este controle. “Há uma interação entre sociedade e governo no incremento do serviço público”, ressaltou Moura.

TREINAMENTO – Os gestores responsáveis por publicar as informações nos portais institucionais participarão de um treinamento na próxima semana, na sede da Controladoria-geral do Estado, para fazer o cadastro no Portal da Transparência.

O chefe da Coordenadoria de Transparência e Controle Social da CGE, Matheus Gruber, disse a unificação das informações vai melhorar os processos de controle interno do Estado. “Hoje a gente depende muito da publicação de documentos em PDF e de atualizações semanais. É um trabalho muito grande para os agentes de informação das secretarias e também para os profissionais da CGE que fazem o monitoramento dos gastos dos órgãos públicos”, destacou.


Governo Digital facilita acesso do cidadão aos serviços do Estado

No mesmo encontro, o diretor de Tecnologia e Informação da Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná (Celepar), Danilo Scarlet, apresentou o Governo Digital, portal do Governo do Paraná que integra os sistemas do Estado e entrega informações personalizadas ao cidadão.

O serviço é pioneiro no País e começou a ser implantado em caráter experimental no início deste ano. Assim como o Portal da Transparência, o Governo Digital quer facilitar, pelo meio digital, o acesso do cidadão aos serviços prestados pelo Estado.

Scarlet afirmou que cerca de 200 serviços estão disponíveis, mas é necessário que os cidadãos façam a coleta biométrica para criação da Identidade Digital, que permite o acesso completo ao sistema. Todos que fizeram recentemente um documento no Instituto de Identificação ou no Detran têm acesso automático à Identidade Digital. “É necessário, então, fazer o cadastro no portal para ter acesso aos serviços. Para quem ainda não fez a coleta, estamos firmando um convênio com o Detran para que as pessoas possam fazer a Identidade Digital em um posto do atendimento do órgão”, explicou.

Informações Agência de Notícias do Paraná

PUBLICIDADE
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização