aRede aRede aRede
aRede
‘Ultra Violet’ é escolhida pela Pantone como tonalidade referência em 2018

Cotidiano

13 de janeiro de 2018 12:31

Fernando Rogala

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

CCR RodoNorte registra redução no número de vítimas e acidentes

TSE publica registros e prazo para impugnar candidaturas é aberto

João Barbiero recebe bolsistas do Talento Olímpico PR

Projeto de lei proíbe exportação de animais vivos para o abate
Projeto de Lei pode alterar piso salarial de médicos e dentistas
Paraná vai receber até R$ 500 mil para combater obesidade
FNDE lança pesquisa para avaliar transporte escolar rural
/Jomar Braganca
PUBLICIDADE

O Pantone Color Institute, autoridade internacional em cores, que dita a influência das tonalidades na moda, maquiagem, design e decoração, já anunciou qual será a cor do ano de 2018, o Ultra Violet.

Segundo a diretora executiva da Pantone, Leatrice Eiseman, o Ultra Violet (ultravioleta), um tom forte de púrpura, foi eleito por “comunicar originalidade, engenhosidade e um pensamento visionário”. A tonalidade, que é uma mescla entre azul e vermelho, de acordo com o Instituto, chega ao mercado para trazer esperança e passar uma mensagem edificante.

Sua expressão vibrante pode vir a criar dúvidas sobre como inserir o Ultra Violet na decoração, mas profissionais do ramo explicam como isso é possível. De acordo com a arquiteta Renata Gomes, essa tonalidade de púrpura traz mais vida ao ambiente e pode agradar tanto aos estilos mais clássicos, quanto os mais modernos. “Essa cor é para todos os gostos e será muito bem-vinda na decoração. Para os ousados, um papel de parede dessa tonalidade será o centro das atenções no ambiente. Já para os clássicos, a opção será misturar com cores mais sóbrias, como cinza ou preto e utilizá-la nos detalhes, como almofadas, flores, adornos”, explica.

As arquitetas Ligia Jardim e Fernanda Sperb, do escritório Jardim & Sperb Arquitetura, ratificam o uso da nuance em detalhes aparentes no ambiente como poltronas, bancadas e colchas, por exemplo. “O violeta é uma cor que confere muita personalidade aos espaços. Quando misturado ao branco, cinza, lilás e, até mesmo, azul, cria composições bem interessantes. Preferimos sempre colocar essas cores em detalhes no ambiente”, afirmam.

O Ultra Violet pode ser usado, também, no quarto de dormir, porém é preciso ter bastante cuidado ao utilizá-lo neste ambiente, como indica Renata Gomes: “Como é um local que precisa de tranquilidade e sossego é bom ter muito cuidado para não deixar a excitação tomar conta. Adornos nessa cor deixarão o ambiente mais alegre, com energia positiva, já que é uma cor, segundo a Pantone, que transmite originalidade e criatividade. Um detalhe que acho lindo é colocar uma poltrona nesse tom como ponto de contraste em um quarto neutro. Misturar o vibrante com o neutro é uma solução superelegante”, revela.


Tonalidade traz muitas opções de combinação

A arquiteta relata que essa tonalidade é muito fácil de combinar, principalmente com as cores mais claras, pois fazem uma linda harmonização. “Off-white, bege, branco, cinza, todos combinam muito bem com o Ultra Violet e, se unir essa cor com tecidos ricos, como o veludo e o couro, tornam o ambiente mais dramático e sensual”, aponta.

Para Ligia e Fernanda, ao mesclar o roxo com demais cores, é importante conseguir um equilíbrio das tonalidades para não errar no propósito. “Como ressaltamos, harmonizá-lo com cinza, branco ou lilás fica muito legal, porém, se for optar por uma composição com cores mais escuras, como o preto ou o vermelho, o ambiente ficará pesado”, encerram

PUBLICIDADE
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização