aRede aRede aRede
aRede
Mãe e filha morrem abraçadas após levarem tiros no PR

Cotidiano

13 de janeiro de 2018 08:25

Fernando Rogala

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Paraná trabalha para cadastrar refugiados que vivem no Estado

Inverno no PR deverá ter menos chuva

Bancos funcionarão em horário diferenciado amanhã

STF decide que PF também pode fazer acordo de delação
Estados e municípios são os que mais contribuem para o SUS
Homem ateia fogo em porteiro de condomínio no RJ
Em dois anos, 25 políticos já tiveram processos arquivados
/
PUBLICIDADE

Um duplo homicídio e uma tentativa de assassinato marcaram a noite desta sexta-feira (12), no bairro Capela Velha, em Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba. Atiradores mataram mãe e filha, no carro da família, e o marido foi socorrido em estado grave, após ser baleado e correr em busca de socorro. Cristiane Munhoz, de 25 anos, morreu abraçada à filha, Julia Camargo Munhoz, de 4 anos. Rodrigo de Oliveira Camargo, de 30 anos, pai de Julia e marido de Cristiane, foi baleado, conseguiu correr e sobreviveu.

Moradores da região disseram que a família estava em um veículo Fox, na Rua Tiriva, quando dois homens usando balaclava emparelharam ao lado com um veículo Cobalt. Assim que encostaram começaram a atirar. O Fox bateu contra um poste. Cristiane, que estava com a filha no colo, no banco do passageiro, ainda tentou abrir a porta, mas morreu no local junto com a menina. O marido foi baleado, mas conseguiu sair correndo. Ele ainda foi atropelado quando chegava numa casa vizinha gritando por socorro. Os atiradores fugiram e Rodrigo foi socorrido em estado grave.

De acordo com a Tenente Jessica, a família foi vítima de uma execução. “Os dois atiradores vieram para executar o casal e a criança acabou morrendo junto com a mãe. Pela posição, tudo indica que a menina morreu porque estava no colo da mãe, um dos alvos dos atiradores”, afirmou a tenente.

Segundo a oficial, o casal tinha passagem pela polícia. “Levantamos as fichas e os dois têm passagem pelo sistema. Temos informações que eles tinham ligação com o tráfico de drogas, mas isso será esclarecido na investigação”, completou a tenente.

Familiares da vítimas chegaram ao local e se desesperaram com a cena. Mãe e filha estavam abraçadas quando morreram.

A Delegacia de Araucária investiga o caso.


As informações são do portal Banda B

PUBLICIDADE
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização