aRede aRede aRede
aRede
PM prende andarilhos após assassinato

Campos Gerais

14 de setembro de 2018 08:00

Afonso Verner

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Bairros de Telêmaco podem ficar sem agua na terça

Castro já utiliza o prontuário eletrônico na Saúde

Carros batem e mulher morre atropelada na região

Hospital de TB será referência para 200 mil pessoas
Levantamento mostra recuperação do emprego
Arrecadação cresce 10% e supera R$ 2,8 bilhões
Documento traça cenário do emprego pós-crise nos Campos Gerais
Vítima foi trazida à sede do IML em Ponta Grossa/Imagem: Arquivo JM
PUBLICIDADE

Dois andarilhos estão presos na Delegacia de Imbituva, município na região dos Campos Gerais. Os homens são suspeitos de matarem uma pessoa esfaqueada - a vítima também é um andarilho que não teve a identidade revelada até o momento. O crime aconteceu na noite desta quinta-feira (13), na localidade rural de Restinga - o local fica próximo da praça de pedágios instalada em Imbituva.

De acordo com informações oficiais da Polícia Militar, populares acionaram a viatura depois de encontrarem um homem morto sob a marquise de um prédio - os resgate chegou a ser acionado, mas a vítima já estava sem vida. No local do crime, os policiais apuraram com funcionários da empresa de pedágios e trabalhadores de um posto de combustível que um grupo de quatro andarilhos estaria no local pouco antes - os integrantes do grupo apresentavam sinais de embriaguez, de acordo com os populares.

Com base nestas informações, a equipe da PM encontrou um dos andarilhos no posto de combustível - não haviam pendências judiciais contra o homem e ele contou que o esfaqueamento teria sido efetuado por outros dois andarilhos que dormiam na beira da rodovia. O primeiro andarilho abordado disse ainda que teria sido ameaçado de morte pela dupla para não revelar a autoria do crime.

A equipe da PM seguiu procurando os dois andarilhos e, com informações de moradores, encontrou os rapazes nas margens rodovia que corta o município. Segundo os policiais, os homens tinham sangue “pelos braços, mãos, pernas e roupas”. A dupla recebeu voz de prisão e, já algemados e dentro da viatura, os andarilhos contaram que haviam se envolvido em uma briga com a vítima, mas negaram ter cometido o assassinato.

Perícia encontrou lâmina de 10 CM

No local do crime, as equipes da Polícia Criminalística encontraram uma lâmina de aproximadamente 10 cm ao lado da cabeça da vítima, além de constatarem ferimentos na face, pescoço e no tórax do andarilho morto. O corpo do homem, ainda não identificado oficialmente, foi recolhido e encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Ponta Grossa (foto).

Prisão e audiência de custódia

Os dois andarilhos seguem presos na Delegacia da Polícia Civil em Imbituva e passarão por audiência de custódia ainda nesta sexta-feira (14). Um deles já cumpriu pena na região de Cascavel, mas o crime cometido não foi revelado pelas autoridades. A motivação do assassinato ainda não foi apurada.

PUBLICIDADE
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização